ATAQUE AOS CINCO MINISTÉRIOS

Categories: Estudos e Ministrações

Lucas 6.13-24

A Igreja atual está em guerra.

Não é a melhor frase para se começar uma ministração, mas é a necessária.

A batalha está travada e nosso adversários está com as armas em punho e nos desafiando.

Os cinco ministérios nós já conhecemos, estão descritos em Efésios 4.11.: Apóstolos, Profetas, Evangelistas, Pastores e Mestres.

A Igreja já acordou e está recebendo de volta sua posição, em cada um dos ministérios.

Na leitira de Lucas 6, Jesus está em aula com seus discípilos, chamados Apóstolos e ensina principalmente sobre Mamon, falando de pobreza e riqueza.

Cristo sabia que esta seria sua principal batalha dalí para frente.

Prova disso foi que,quem derrubou o traidor, Judas, foi Mamon.

Este principado se articula afim de derrubar governos de Deus na terra.

 

Juízes 16.4-6

Na época dos Juízes a Igreja, como conhecemos, não existia, nem tampouco os cinco minitérios como conhecemos hoje, mas exitia governo de Deus através dos Juízes, profetas e sacerdotes e depois através dos Reis.

Sansão era um destes que, se vivesse em nosso tempo, seria um Apóstolo, cabeludo…

Este homem foi seduzido por uma mulher chamada Dalila que, por sua vez, foi seduzida por Mamon, através dos 5 príncipes dos Filisteus, que lhe ofereceram dinheiro em troca do segredo que havia na força de Sansão.

Repare que seu encontro com Dalila se deu em Soreque, que quer dizer, Vinha Escolhida.

Nosso adversário não quer qualquer homem para derrubar.

Seu alvo são homens de Deus, no lugar da benção.

Sansão estava no lugar da Vinha Escolhida, mas perdeu sua posição, pois cedeu à Dalila e acabou por contar seu segredo mais tarde.

Mamon tentou novamente derrubar o governo de Deus anos mais tarde quando o povo estava sob a palavra de Samuel, profeta e juíz.

1 Sm 6.17

O número dos príncipes dos Filistes é Cinco. Não por acaso.

Cada um de seus nomes tem um significado diferente, são cinco níveis de guerra, um para cada ministério.

ASDODE – também conhecida como Asdode-Pisea, significa lugar fortificado de divisão;

Esta é a primeira estratégia do diabo contra uma Rede Apostólica, Gerar divisão entre os Apóstolos e demais ministérios. Todos sabemos que um reino dividido não subsiste, não prospera.

O Império das trevas está fortalecido na divisão do povo de Deus. Estes são os alicerces das portas do inferno, nossa indiferença de uns para com os outros e o ciúmes que todos tem de seus projetos pessoais, acreditando ser melhor que os dos outros.

Depois que isto é estabelecido dentro da Igreja, do Corpo de Cristo, fica fácil levar para a sociedade, e quando um companheiro de faculdade tentar “puxar o tapete” do outro o argumento sempre é: “isso acontece até nas igrejas, quanto o mais fora…”

GAZA – Significa Forte.

Depois de ceder à estratégia da divisão, Mamon vai tentar se estabelecer naquele lugar até se achar dono.

Gaza, dos filisteus, é até os dias de hoje, o pior inimigo de Israel e está estabelecido num território chamado Faixa de Gaza.

São inimigos terríveis que afrontam os Israelitas todos os dias, lembrando-os que um dia foram divididos até serem espalhados pela terra.

ASQUELOM – Significa ATO DE PESAR.

O diabo é injusto, não há nele verdade alguma.

Jó, certa vez pediu a Deus: “Pesa-me em tuas balanças de Justiça”.

O terceiro passo será trazer-nos a Juizo perante Deus, pois um reino dividido não terá argumentos de defesa.

GATE – Significa LAGAR, lugar de fazer óleo ou vinho.

Outra determinação de nosso adversário será em retirar toda a nossa unção.

Ministério sem unção, sem óleo, também não tem forças contra os ataques das trevas e não conseguirá estabelecer o Reino de Deus na terra.

Sansão foi enganado no lugar da Vinha.

ECROM – Significa EXTIRPAÇÃO, retirar definitivamente, exterminar

Depois de derrubar passo-a-passo o diabo se sente com a missão cumprida, Matar, Roubar e Destruir.

Um Reino totalmente enfraquecido é alvo fácil de Extirpação.

Estes CINCO principados trabalham dia e noite afim de derrubar algum homem ou mulher ungido, ou mesmo um minisério inteiro.

Neste tempo a Igreja precisa de muita atenção pois a tomada de território significa guerra contra o inimigo.

Estamos tomando nossos lugares de volta na sociedade e o diabo não quer deixar isso barato; e não seremos envergonhados.

1 Samuel 6 se dá em um tempo onde a Arca estava voltando para Israel, pois havia sido roubada pelos Filisteus. Estes foram acometidos de muitos tumores por causa da presença da Arca em seu território e acabaram devolvendo a mesma aos Israelitas.

Mesmo a Arca sendo devolvida, o povo de Deus ainda permanece 20 anos sem a mesma por desobediência na conduta com a mesma. A Arca da Aliança era o símbolo da Presença de Deus e ninguém poderia tocá-la, muito menos abrí-la. Mesmo assim, alguns abriram e 70 foram mortos por Deus por causa disso.

Ela só volta para o seu lugar quando Davi, Rei, foi buscá-la.

A falta da Arca em nossas vidas é o nosso pior inimigo.

Foi um tempo de muito sofrimento sem a Presença de Deus, até que um ungido a trouxe de volta.

O Rei Davi foi a prova de o quanto a Igreja é forte. Ele era o Governo de Deus na época, era a figura da Igreja, na posição onde a Igreja deve estar.

Antes de assumir sua posição de Rei, ele foi testado por Mamon.

O diabo sabe quem somos em Deus, somos nós quem duvidamos.

Davi não tinha nada a ver com uma batalha do exército contra os filisteus, em especial Golias, ele era apenas um pastor de ovelhas.

1 Sm 17.17-25

Este pastor de ovelhas agora tinha um desafio, matar Golias.

Mas este inimigo representava muito mais que um guerreiro, era representante dos CINCO príncipes dos Filisteus. Era de Gate, Lagar.

O diabo estava a um passo de extirpar o povo de Deus.

Davi aceita o desafio de lutar.

Isto é muito forte porque não era uma simples batalha. Foi cheia de atitudes apostólicas.

Davi era a representação da Igreja.

A bíblia conta que, para quem o matasse, o Rei daria uma recompensa: Fortuna, Filha do Rei e Isenção dos impostos da casa do pai.

Cada uma destas recompensas tem seu significado:

Fortuna: bens e dinheiro;

Filha do rei: família bem sucedida;

Isenção dos impostos: Impostos eram uma maldição dada ao povo, pois desejaram ter “um rei como as outras nações tinham”.

Este é odesejo de Deus para nós, prosperidade financeira, um casamento bem sucedido e livres de maldições.

A Igreja esta correndo nesta direção e é a nossa vitória que levará esta benção à sociedade.

Davi então vai ao Jordão e retira dali CINCO pedras.

Que entendimento tinha Davi!

Golias tinha mais QUATRO irmãos, eram CINCO filhos e cada um estava localizado em uma cidade diferente dos Filisteus, pois eram Gigantes e guardavam as cidades.

Quando a Igreja enfrenta Mamon, ela está lutando pelos ministérios de Deus.

A queda de Golias representou a queda daquele principado.

É isso que vamos fazer.

A igreja das CINCO pedras é aquela que anda nos CINCO ministérios e onde for preciso ela vai fluir de acordo com a unção que for necessária.

Andaremos no APOSTÓLICO, PROFÉTICO, EVANGELÍSTICO, PASTORAL e no MESTRE.

Quantos ataques sofrermos teremos a pedra necessária para derrubar nossos inimigos.

Lembre-se: antes de Prosperar, precisamos derrubar os Príncipes Filisteus.

Graça e Shalom! Guilherme Tavares, pr…

Author: eklesia

Deixe uma resposta