A Terceira Visão de Zacarias [Jerusalém é Medida, a Fita de Medir] – PARTE I

Categories: As 8 Visões de Zacarias

Zc 2,1-13

 

Terceira visão de Zacarias: a golah deve retornar, para que Jerusalém seja repovoada, e o território de Jerusalém deve ser expandido. Assim, as três primeiras visões desdobram em três passos o que vai num só no Sl 102,13-23: a (re)construção de Jerusalém (v. 17) é a criação do povo (v. 19b).

Lá, se dizia: vocês devem reconstruir o Templo, para Deus voltar pra casa. Ali, que os sacerdotes deviam entender que os harashim eram eleitos de Yahweh para aquela grande obra.

–2.1 e 2

Survey.or – Fazer um levantamento topográfico, Inspecionar, Vistoria Cuidadosa – Provável tarefa dos Harashim na primeira visão (Zc 1. 10 e 11).

Dizia respeito a medir todas as dimensões: Altura, Largura, Distâncias, Profundidades… e … arisco-me a dizer também, espiritualmente: Medir a Santidade, para que pudessem trabalhar no serviço da Reforma.

 

Amos 7.7-9, 17 – Paralelo da Medição

Jeremias 32.1-15 – Temos o direito de possuir. Se comprarão Terrenos (SAEM, posses de volta para o Reino).

Essa é uma idéia do Senhor de Restauração e Reforma. Primeiro possuir (devolver a quem é de direito) e depois construir.

Ezequiel 40.3 e 4 – Ezequiel começa a receber a revelação da construção do Tempo. Este Templo é um modelo que o próprio Deus havia dado. Ezequiel fez parte do primeiro grupo de exilados.

Mas não somente ele, como também alguns dos líderes e cabeças,e, principalmente os Harashim que trabalhavam ali. (2 Rs 24.14).

Ao que parece, Deus estava revelando sobre sua Reforma e a Reconstrução de Jerusalém, logo nos primeiros anos de seu exílio. Certamente o Senhor estaria dando a planta da construção à Ezequiel, para que Zacarias “herdasse” e providenciasse a reconstrução. (não há indícios de que os dois profetas se conhecia, é provável que não, mas estavam envolvidos no mesmo projeto).

 

Relação com Ezequiel

Do Capítulo 40 – 48 de Ezequiel estabelece-se uma perfeita relação entre Ezequiel e a Terceira Visão de Zacarias.

Apocalipse 11.1 e 2 – João recebe uma vara e uma ordem de medir o tempo e aqueles que ali adoravam.

Meça tudo você mesmo!

O trabalho designado a ele foi o de estabelecer uma Vistoria e conhecesse o nível.

Qual o nível que Deus espera que tenhamos para trabalhar nesta última Reforma?

O nível daquele que “nele adoram”, ou seja, daqueles que estavam adorando no Templo, onde “Deus habita”. Tornou-se agora uma tarefa restrita àqueles que sabem o que é Santidade e Arrependimento, uma vez que o Senhor estabeleceu um parâmetro para ser tomado como modelo.

Temos que adorar como no Céu se adora a Deus.

–2.3-5

Agora como fazer com que um povo que achava que Deus não estava mais do seu lado, acreditasse em tudo isto, trabalhasse e na reconstrução.

Não tinham mais riqueza, os homens fortes foram dizimados, nem animais e nem bens; haviam esquecido o que significava a palavra “muro”. Tudo que eles tinha foi incendiado e foi-se a “Glória de Jerusalém”, como disse Ezequiel.

Só há um meio de recrutar um povo desistido como eles. Fazendo-os Sonhar! Este descrito, um por um em 3 versículos.

Isaías 49.19 e 20 – Descreve o futuro de Sião, estreita demais para os que habitarão lá. Será um local pequeno para a quantidade de filhos que retornarão.

Jeremias 31.27 – Promessa de multidão de homens e animais.

Ezequiel 36.11 – Além da multiplicação diz: “e serão melhores que outrora”.

É inevitável, mas agora remeto-me a passagem bíblica descrita em Gênesis.

Fica claro agora que o que Yavé estava querendo era estabelecer novamente o governo dado ao homem há séculos atrás, através de Adão, no Éden.

Muro de Fogo ao redor

A lembrança que marcava a mente do povo era a de seus muros incendiados.

Mas o que foi desgraça, agora se transformará em proteção.

Hebreus 12.28 e29 – “Porque nosso Deus é fogo consumidor”.

Exodo 13.21 – Coluna de Fogo para os alumiar.

Agora mais que proteção, o muro de fogo em que se tornaria o Senhor seria a sua indicação diária para a vida. Eles não seriam apenas “iluminados na escuridão”.

Escuridão significa falta de conhecimento, e no caso deles, no momento das Visões de Zacarias, necessitavam também que o Senhor os guiasse naquela grande reforma, instruindo e ajudando-os a sair das trevas de desistência, falta de fé e inconstância. Precisavam entender o que significaria aquela reconstrução, que era muito mais além do que apenas levantar uma cidade, mas sim, levantar um modelo que pudesse trazer luz aos povos, tirá-los do pecado.

Em apenas 5 versículos, o profeta Zacarias expressou tudo o que se desdobraria dos versos 6-13.

Em breve, parte II…

Shalom!

Author: eklesia

Deixe uma resposta