A Manutenção do Corpo de Cristo

Categories: Estudos para Células

www.ministerioeklesia.com

Mt 28.18-20

Quebra-Gelo: Se você já praticou exercícios físicos, o fez com qual finalidade?

 

Introdução

Manter o Corpo de Cristo vivo é nossa função.

Todos os seres vivos são formados por células. Eles podem ser unicelulares (formados por apenas uma célula) ou pluricelulares (formados por várias células). A célula é a menor unidade do ser vivo. No corpo humano há diferentes tipos de células, e cada tipo, desempenha uma função específica visando a manutenção da vida no organismo.

O texto acima foi retirado de um livro de Biologia e contém informações elementares estudadas em qualquer turma de Quinta Série do Ensino Fundamental.

As células fazem parte de nossas vidas o tempo todo. A Bíblia diz que a Igreja [Eklésia] somos nós, mas o seu Povo em unidade é chamado Corpo de Cristo, isso quer dizer que todos nós precisamos fazer com o que o Corpo do nosso Senhor precisa das Células funcionando na Igreja [Eklésia] pois: …cada tipo desempenha uma função específica visando a manutenção da vida no organismo…

Cometários

Em João 1:12 está escrito que a todos que Receberam Cristo como Salvador foi dado  O PODER DE SER FEITO FILHO DE DEUS.

Esse poder a que João se refere pode ser traduzido como AUTORIDADE também. Então recebemos autoridade de ser Filhos de Deus, através de Cristo.

Em nosso texto-chave [Mt 28.18-20] diz: Vv 18: “Toda autoridade me foi dada nos Céus e na Terra”… a partir de então Jesus ensina os princípios básico e os passos que DEVEM ser seguidos por aqueles que receberam esse poder.

1 – Fazei discípulos de todas as nações:

Em todo o universo o Senhor conta somente conosco, crentes, para discipular o mundo. Nem mesmo os anjos receberam esta honra que é pregar o Evangelho.

Discipular é dar um modelo. Se nós não discipularmos a TV vai fazê-lo, o Internet, as Rádios, ou o Mundo também poder fazer isso. É de grande importância entendermos isto. Precisamos ser discipuladores, fazer células, desejar discipular vidas.

2 – Batizando-os em nome do Pai, do Filho e dos Espírito Santo:

Batismo é passar por água, ser submergido e voltar ao fôlego.

O papel de um discipulador é de fundamental importância. Acampanhar o novo crente em sua jornada, sua nova vida, é nossa responsabilidade.

Nesse “pacote de responsabilidades” inclue batizar, durante o discipulado, em vários sentidos, incluse no sentido de confrontar. Batizar também pode ser confronto, pois é como se mergulhássemos o discipulo para que ele volte ao fôlego de vida. Por isso pronunciamos “morreu para o mundo e ressuscitou para cristo”.

3 – Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho ordenado:

Ensinar é ser fecundos, transmitir a mensagem original.

Ensine, ensine, ensine, ensine… o líder precisa ensinar.

Você é um líder excelente e precisa ensinar, treinar. O mundo é carregado de ensinos seculares, humanistas e que capacitam as pessoas a ser eles mesmos. Jesus, porém, nos ensina e SER COMO ELE É.

Ensine o que Jesus tem ti ordenado.

Conclusão

Fugir de nossa rota, como discipuladores é recusar o comando de Cristo.

Mantemos o Corpo de Cristo vivo e em boa manutenção quando fazemos as células se multiplicarem.

No evangelho existem coisas que são opcionais, o Ap. Paulo até afirma: buscai com zêlo o MELHOSRES DONS; ou seja, há escolhas ano evangelho. Porém, viver em células e fazer células não é opcional, é questão de Inteligência Espiritualraciocínio lógico de quem tem a Mente de Cristo.

Deseje ser um líder de êxito dentro do chamado dos FILHOS. (Mt 28.18-19)

 

Author: eklesia

Deixe uma resposta